Pan Lima 2019 Há 56 anos São Paulo sediava a melhor campanha do Brasil no Pan

Há 56 anos São Paulo sediava a melhor campanha do Brasil no Pan

Em 1963, atletas brasileiros brilhavam na primeira edição dos Jogos em solo brasileiro, conquistando o segundo lugar no quadro geral de medalhas

Pan 1963: o melhor desempenho brasileiro da história

O atleta José Teles da Conceição, carrega tocha do IV Jogos Pan-americanos de 1963

O atleta José Teles da Conceição, carrega tocha do IV Jogos Pan-americanos de 1963

Folhapress/Folhapress

Em 1963, a cidade de São Paulo sediava pela primeira vez a edição dos Jogos Pan-Americanos em território brasileiro. Pouco mais de uma década após sua fundação, em 1951, o Pan reunia em sua quarta edição números tímidos quando comparados aos atuais.

Naquele ano, 1.665 atletas de 21 países desembarcavam no Brasil para a disputa de 18 esportes. O desempenho dos atletas brasileiros seria histórico. Nos quinze dias de competição, a delegação conquistou 14 medalhas de ouro, 20 de prata e 18 bronze, arrebatando o segundo lugar na colocação geral.

Veja também: Delegação brasileira vai com quase 500 atletas para Lima 2019

Esta é, até hoje, a melhor colocação da história do Brasil na competição. Desde então o Brasil se acostumou a ocupar os terceiros e quartos lugares, perdendo principalmente para Cuba e Canadá. Os EUA já dominavam os esportes olimpícos, repetindo o primeiro lugar das edições de 1959 e 1955. 

Jogos Pan-Americanos de São Paulo

Em sua primeira edição brasileira (o Rio, em 2007, também recebeu a competição), o Pan seria disputado pela primeira vez por duas cidades pelo direito de sediar o evento. São Paulo acabou vencendo a cidade de Winnipeg, do Canadá. Em 20 de abril daquele ano, cerca de 50 mil pessoas lotavam o Pacaembu para assistir à cerimônia de abertura. 

Os atletas brasileiros não decepcionaram. Principalmente no boxe, tênis, vela, vôlei e futebol, esportes nos quais competiram atletas do porte de Maria Esther Bueno, que ganhou o ouro, e as futuras lendas Jairzinho e Carlos Alberto Torres, campeões com o time brasileiro de futebol.   

O Brasil também mostraria muita força na vela (três ouros), com  e no vôlei, esporte em que o selecionado masculino e feminino foram campeões. O público lotou as dependências do Pacaembu para assistir os pugilistas brasileiros conquistarem onze medalhas (três ouros, cinco pratas e três bronzes). 

                                               Legado olímpico

Equipe de esgrima dos EUA

Equipe de esgrima dos EUA

Folhapress/Folhapress

O Pan de São Paulo em 1963 também traz entre suas influências positivas um legado duradouro para o esporte brasileiro. Dentro desta herança esportiva, está a Vila Pan-Americana, a única estrutura construída do zero para a competição, feita em tempo recorde: 150 dias. 

Atualmente, o complexo que abrigou os atletas do Pan 1963 é utilizado como alojamento para estudantes da USP (Universidade de São Paulo). Com a exceção do velódromo do Ibirapuera, todos os outros locais utilizados para a competição ainda são aproveitados pela população paulistana. 

Veja também: Veja como estão as obras nas arenas esportivas para o Pan de Lima 2019

Com arenas cheias de pagantes interessados e baixo gasto público, os Jogos Pan-Americanos de São Paulo trouxeram lucro para seus organizadores. Com a receita do evento, o COB (Comitê Olimpíco do Brasil) adquiriu sua primeira sede, no Rio de Janeiro.

*Estagiário do R7, sob supervisão de André Avelar