Pan Lima 2019 Rafaela Silva perde a medalha de ouro no Pan de Lima por doping

Rafaela Silva perde a medalha de ouro no Pan de Lima por doping

Kacio Freitas também tem bronze anulado. Competição continental já registra 15 processos por resultados analíticos adversos. Sete foram concluídos

Lance
Rafaela Silva ainda luta para provar a sua inocência

Rafaela Silva ainda luta para provar a sua inocência

Lance

A judoca Rafaela Silva perderá a medalha de ouro conquistada nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019, na categoria até 57kg. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira pela PanAm Sports, que também comunicou a anulação do resultado do ciclista Kacio Freitas, bronze na prova de velocidade por equipes de pista no evento continental.

A entidade informou que foram analisadas 1.843 amostras de urina (1.348 em competição e 495 fora de competição) e 252 amostras de sangue pelo Laboratório de Montreal, credenciado pela Agência Mundial Antidoping (Wada). Foram abertos 15 processos sobre resultados analíticos adversos. Sete já foram concluídos.

Os atletas foram desqualificados e perderam suas medalhas. Cinco casos têm audiências marcadas para os dias 3 e 4 de outubro de 2019.

A campeã olímpica na Olimpíada do Rio, em 2016, atribuiu o resultado analítico adverso para fenoterol a um contato com Lara, de sete meses, filha da judoca Flávia Rodrigues, do Instituto Reação. A menina teria ingerido medicamento para asma com a substância, pouco antes de brincar de chupar o nariz de Rafaela. A defesa acredita que isso pode explicar a contaminação.

A IJF decidirá se aplicará ou não uma punição e ela pode perder os dois bronzes que faturou no Campeonato Mundial, em Tóquio, no individual e por equipes. A atleta também corre o risco de ficar fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

A substância encontrada em Rafaela é proibida pela Wada por provocar aumento de performance, uma vez que permite melhor troca gasosa entre o sangue e o pulmão. O teste que pegou a judoca foi feito no dia 9 de agosto, quando ela conquistou o ouro no evento continental, na categoria até 57kg. Conta a favor de sua defesa o fato de ter sido testada novamente no dia 29 do mesmo mês, no Mundial, sem alterações.

Kacio Freitas foi flagrado por SAMR LGD - 4033. O atleta já havia anunciado que testou positivo e se disse inocente. A prova em que ele medalhou também contou com os ciclistas Flávio Cipriano e João Vitor da Silva.

Do choro ao passinho: as emoções dos atletas brasileiros em Lima

Últimas