Homicida de Sintra abusou de enteada

O alegado homicida de Sintra está em prisão preventiva. O Ministério Público revela que o homem, de nacionalidade brasileira, está indiciado pela morte da ex-companheira, mas também por abusar sexualmente da enteada, de 14 anos.

Últimas