O Hamas libertou mais duas reféns, mas continua ainda com mais de 200 prisioneiros. Entre eles, há pelo menos 5 portugueses.

Últimas