Em Portugal, morrem cerca de 120 mil pessoas por ano. O setor das funerárias gera perto de 400 milhões de euros e emprega cerca de seis mil pessoas. Apesar de continuar tradicional e conservador, tem cada vez mais propostas às famílias na hora da despedida, para todas as sensibilidades e carteiras. Um funeral sóbrio começa nos dois mil euros, mas para pedidos mais extravagantes não existe teto máximo e já há quem deixe tudo pago e decidido.

Últimas