Vladimir Putin reconheceu a independência dos territórios separatistas pró-Rússia na Ucrânia. O presidente da Ucrânia já disse que não dá nada a ninguém e que as fronteiras vão manter-se tal como estão.

Últimas