Caso Ryan: criminosos vão ser julgados por júri popular

Donizete Campos está preso. Kayê dos Santos responde em liberdade por homicídio triplamente qualificado.

Ryan Rosa foi espancado na frente da escola em Jardinópolis e morreu depois de ficar dez meses em estado vegetativo no hospital. A justiça decidiu que os autores do crime vão ser julgados por júri popular. Donizete Campos está preso. Kayê dos Santos responde em liberdade por homicídio triplamente qualificado.