Cidade Alerta Dona de cavalo contesta versão apresentada para sacrificá-lo

Dona de cavalo contesta versão apresentada para sacrificá-lo

Caso Mandrake: dona no animal contesta versão apresentada para sacrificar cavalo.

  • Cidade Alerta | Do R7

Caso do cavalo Mandrake: um exame detectou no dia 12 de abril que o Mandrake tinha uma doença chamada de anemia infecciosa equina (AIE). Foi decidido que o animal precisava ser sacrificado imediatamente, mas antes disso acontecer, a dona do Mandrake, Fabiana, conseguiu uma liminar impedindo que o cavalo fosse sacrificado. Na decisão, o juiz ressaltou que não se pode desprezar que imprecisões de diagnóstico possibilitam que animais falso positivos sejam sacrificados inutilmente, que um novo exame não causaria prejuízo a ninguém, e que o argumento da parte contrária de que não há amparo legal, caracteriza a banalização da vida. O Mandrake foi sacrificado por uma equipe da vigilância sanitária, a pedido do Ministério da Agricultura. O órgão alega que foi realizado um novo exame que confirmou o diagnóstico. Porém, a Fabiana contesta a decisão. Acompanhe.

Últimas