Cidade Alerta Justiça determina que dentista seja levado a júri popular e concede liberdade provisória

Justiça determina que dentista seja levado a júri popular e concede liberdade provisória

  • Cidade Alerta | Do R7

A justiça de Franca concedeu liberdade provisória para o dentista Samir Moussa, acusado de matar o auditor fiscal, Adriano William de Oliveira. O crime aconteceu em março deste ano. No mês passado, o STJ tinha acatado o pedido de habeas corpus, mas o juiz de Franca determinou que Samir deveria manter preso. Com a nova decisão, a justiça determinou que o dentista seja levado a júri popular.

Últimas