Cidade Alerta Mulher condenada em segunda instância por homicídio doloso está solta

Mulher condenada em segunda instância por homicídio doloso está solta

Débora Silva foi denunciada pelo Ministério Público por homicídio doloso. Ela estava embriagada e provocou o acidente ao passar no sinal vermelho.

  • Cidade Alerta | Do R7

Ruth Seixas, 29 anos, morreu em fevereiro de 2019 num acidente entre duas motos em Sertãozinho. Quem estava na outra moto era Débora Silva, que foi denunciada pelo Ministério Público por homicídio doloso. Ela estava embriagada e provocou o acidente ao passar no sinal vermelho. Débora já foi condenada em segunda instância em dezembro do ano passado, mas continua em liberdade. A família de Ruth pede justiça.

Últimas