Entrevistas Branca Messina e Júlia Guerra falam sobre a relação conturbada entre Ana e Penina em Reis

Branca Messina e Júlia Guerra falam sobre a relação conturbada entre Ana e Penina em Reis

Na nova superprodução da Record TV, que estreia na próxima terça (22), as atrizes enfrentarão muitos conflitos  

  • Entrevistas | Francielly Kodama e Bianca Godoi, do site oficial

Júlia Guerra e Branca Messina se reúnem em coletiva de Reis

Júlia Guerra e Branca Messina se reúnem em coletiva de Reis

Edu Moraes/Record TV

Na nova superprodução da Record TV, Reis, que estreia na próxima terça (22), às 21h, não vai faltar emoção, aventuras, conflitos e surpresas. Em entrevista ao site oficial, Branca Messina (Ana) e Júlia Guerra (Penina) comentam a rivalidade entre as personagens: 

“Uma relação bem desafiadora. Ainda ali, há 3 mil anos, já se colocava muito uma mulher contra a outra e nós estamos contando um pouco dessa história. É bom olharmos para escolhermos fazer diferente”, opina Branca Messina. 

Júlia Guerra complementa a fala da colega e reforça que ambas alimentam o conflito na trama: 

“Parece que quando elas [Ana e Penina] se encostam sai até faísca. A Penina não dá um descanso para a Ana, mas ela também contra-ataca por se sentir a mulher amada. É bem complexo”, destaca. 

Em Reis, Ana é uma mulher de fé, assim com Amat, personagem interpretada por Branca Messina em Gênesis. A atriz fez questão de falar sobre semelhanças e diferenças entre os trabalhos: 

“São duas mulheres de fé, de uma conexão muito grande com o Criador e sinto que o grande diferencial entre elas são as relações. Tive a sorte de descobrir novas nuances na troca com os meus colegas de cena”, destaca. 

Na trama, Ana e Elcana (Fernando Pavão) caminham juntos em uma vida repleta de companheirismo e amor. 

“Sinto que a base da Ana é a linda parceria com Elcana, cercada de amizade e cuidado. Todos nós desejamos isso na vida. Entre eles não há mentiras”, elogia. 

A condição de Ana de não poder gerar filhos abre espaço para Penina na vida do casal. A atriz Júlia Guerra detalha a personagem. 

“A Penina é uma mulher difícil, mas a vida a fez ser assim. Ela não está em uma posição confortável e entrou na vida do casal para gerar um filho. Penina não ocupa o lugar de uma mulher amada e desejada”, explica. 

Para finalizar, Júlia faz ainda uma revelação sobre os sentimentos de Penina por Elcana. 

“Ela [Penina] gostaria muito de ser amada por Elcana e isso a machuca muito. A forma que ela encontrou para lidar com isso é atormentar Ana. Acredito que a Penina o ame e por isso sofra”, justifica.

A superprodução Reis irá ao ar de segunda a sexta na Record TV, com capítulos na íntegras disponíveis em PlayPlus.com.

Últimas