Entrevistas Miguel Coelho se despede de Jônatas na série Reis: "Esse personagem mudou minha vida"

Miguel Coelho se despede de Jônatas na série Reis: "Esse personagem mudou minha vida"

Ator contou o que aprendeu com o primogênito de Saul e quais foram os maiores desafios na superprodução

  • Entrevistas | Raíza Chaves, do site oficial

Miguel Coelho falou sobre a experiência intensa que viveu como Jônatas em Reis

Miguel Coelho falou sobre a experiência intensa que viveu como Jônatas em Reis

Blad Meneghel/Record TV

Reis — A Perseguição chegou ao fim e já deixa o público com saudades. Depois de quatro temporadas emocionantes, os telespectadores acompanharam o desfecho da família de Saul (Carlo Porto). Após encontrar os filhos mortos, o rei israelita tirou a própria vida em uma sequência eletrizante. Intérprete de Jônatas, Miguel Coelho conversou com o site oficial durante as gravações da morte do primogênito de Saul. O ator falou sobre a experiência intensa que viveu desde a segunda temporada da trama, intitulada A Ingratidão.

"Esse personagem mudou minha vida. Foi uma superação, com muitos obstáculos. Fiz cenas que vão ficar guardadas para sempre na minha memória. Teve bastante trabalho, até porque estamos nesse processo desde janeiro, um ano inteiro vivendo Jônatas dentro e fora [de cena], com uma passagem de tempo do personagem. Então, é uma sensação de dever cumprido, já com saudade", comentou.

As cenas finais de Jônatas foram filmadas na zona oeste do Rio de Janeiro. O ator destacou o processo árduo do dia a dia das gravações para chegar ao resultado que o público vê no ar.

"Os bastidores para gravar uma série da magnitude que a Record TV está fazendo não são fáceis. [Reis] Envolve muitos profissionais e locações justamente para passar essa verdade. Não dá para fazer em qualquer lugar. Por exemplo, gravamos em uma pedreira [as cenas da morte]. São, no mínimo, quinhentos metros de altitude, longe de tudo, tem todo esse processo. E acho que o texto foi muito bem escrito", disse.

Para Coelho, as batalhas contra a Filístia e as sequências ao lado de Saul estão entre as que mais exigiram dele durante toda a trama.

"As cenas de emoção com o Carlo Porto eram difíceis", relembrou o ator

"As cenas de emoção com o Carlo Porto eram difíceis", relembrou o ator

Vinicius Muhammad/Record TV

"Tem a mais difícil fisicamente, que foi com os filisteus, gravamos durante cinco dias. E as despedidas com o Davi [Cirillo Luna], [que foram as] mais emocionantes. As cenas de emoção com o Carlo Porto também eram difíceis, mas o pessoal estava gostando", comentou.

Em clima de despedida, o ator disse que aprendeu muito com o personagem e ressaltou a maior lição que leva do filho de Saul e Ainoã (Francisca Queiroz) e marido de Maya (Nicole Rosemberg).

"O certo é o certo. Acho que o Jônatas ensinou muito isso, independentemente do momento, da hora e com quem você esteja. Ele sempre agiu corretamente. É sobre não pensar só nele. Ele sempre pensou no que Deus queria e na família", contou.

O ator ainda deu adeus ao israelita em uma publicação. Confira:

Assista à trajetória de Jônatas e aos episódios completos de Reis, desde a primeira temporada, em PlayPlus.com. A sexta temporada da trama, intitulada A Conquista, chega à tela da Record TV em 2023.

Últimas