Repórter Record Investigação Cinco meses depois, morte do menino Henrique na Grande SP segue sem esclarecimento

Cinco meses depois, morte do menino Henrique na Grande SP segue sem esclarecimento

Garoto disse para o avô que era espancado pela madrasta; caso se assemelha ao de Henry Borel

Todos os dias, 90 crianças são vítimas de violência física, psicológica e sexual no Brasil. A maioria das agressões e abusos acontece dentro de casa, como no caso da morte de Henry Borel, no Rio de Janeiro, um caso de grande repercussão em todo o país. Mas não foi o único. Meses atrás, o menino Henrique, de 3 anos, morreu em Mogi das Cruzes (SP), quando estava sob responsabilidade do pai e da madrasta. Antes de morrer, Henrique confessou ao avô que era agredido pela madrasta. O pai do menino, porém, diz não acreditar que ela possa ter feito mal à criança. Nenhuma perícia foi feita na casa e, cinco meses depois, ninguém foi preso pela morte de Henrique.

Últimas