Troca de mensagens entre Cupertino e cúmplices mostra a trama de fuga do assassino

Na semana passada, o Repórter Record Investigação localizou um dos amigos que ajudaram Paulo Cupertino a fugir depois do crime. Wanderlei Antunes Senhora afirma que Eduardo Machado deu o dinheiro para a fuga do assassino. A movimentação financeira de Eduardo pode indicar que ele era sócio de Cupertino. Tivemos acesso a troca de mensagens entre Eduardo, Wanderlei e Paulo Cupertino, antes e depois do crime. Logo após o triplo assassinato, Cupertino trata dos detalhes para fugir da polícia. Um ano após o crime, o Isabela afirma que o pai não tentou nenhum contato com ela: "não. Graças a Deus. Nenhum momento".