Repórter Record Investigação Um ano após o crime, Paulo Cupertino tem a prisão preventiva decretada

Um ano após o crime, Paulo Cupertino tem a prisão preventiva decretada

A Polícia Civil decretou a prisão preventiva de Paulo Cupertino no dia 19 de junho de 2020, um ano depois dos assassinatos. O foragido foi indiciado por triplo homicídio, duplamente qualificado. Em julho deste ano, Cupertino foi incluído na lista dos criminosos mais procurados pela Polícia Civil paulista. Segundo o Ministério Público, a investigação demorou para ser concluída porque houve atraso na conclusão do inquérito, já que havia a esperança de prender o assassino antes disso.

Últimas