Caso Mariana: laudo aponta que jovem foi abusada

Um laudo do IML comprovou que a estudante foi abusada sexualmente antes de ser assassinada por Rodrigo Pereira Alves, de 37 anos. Mariana Bazza foi morta depois de pedir ajuda para trocar o pneu do seu carro, que estava estacionado perto da academia que frequentava, em Bariri, no interior paulista. Para assistir ao conteúdo na íntegra, acesse o PlayPlus.com