Jezrrel sobre as batalhas: “Ficar sentado não ajuda a mostrar o meu talento”

Com o posto garantido desde a estreia do reality, o The Four aposta nas batalhas para evoluir na competição

Jezrrel não esconde que deseja participar da batalha

Jezrrel não esconde que deseja participar da batalha

Blad Meneghel/ Record TV



Ser desafiado para uma batalha no The Four Brasil não é problema para Jezrrel, que no último domingo (15) levantou feliz da cadeira após ser chamado para o confronto por Rafael Lazare. A apresentação embalada pela canção Uptown Funk ganhou ares de show e arrancou gritos da jurada Aline Wirley. “Eu realmente estava com muita vontade de mostrar o que eu tinha preparado”, comenta o The Four, que garantiu seu posto por mais uma semana.

Para Jezrrel, a batalha foi boa e acirrada. “Rafael escolheu um clássico para se apresentar (Superstition, de Stevie Wonder), porém ficou preocupado e não mostrou o que tinha”, conta.

Questionado se é melhor ficar sentado na cadeira do que batalhar, ele não tem dúvidas: “Ficar sentado não ajuda a mostrar o meu talento e também não me faz evoluir a cada batalha”.

Com a certeza de quem não quer economizar em nada e vai aproveitar cada chance para demonstrar seu talento, o The Four pretende melhorar sempre: “Quero que sintam o que realmente vou interpretar”, avisa.

A sua expectativa para o terceiro programa é a melhor possível. “Quero manter a minha cadeira, ser autêntico e representar o meu som e estilo com destreza, pois se tem uma coisa que faço é levar a minha vida artística a sério”, finaliza.

O The Four Brasil vai ao ar toda quarta-feira, a partir das 22h30.