Brasileira tem a guarda dos filhos tirada pelo governo da Noruega

Dayana teve o primeiro filho aos 18 anos na Noruega, mas perdeu a guarda por ter depressão pós-parto. Com medo de perder o segundo filho, ela resolveu dar à luz na Suécia, mas, quando voltou à Noruega, a criança também foi tirada dela. Ela diz que as autoridades norueguesas justificaram que ela seria imatura para cuidar dos filhos. A família de Dayana afirma que não recebeu qualquer apoio da diplomacia brasileira.