Entrevistas Igor de Lima e Guilherme Franco celebram parceria de Jônatas e El-Hanã em Reis — A Consequência

Igor de Lima e Guilherme Franco celebram parceria de Jônatas e El-Hanã em Reis — A Consequência

Atores relembraram aventuras na série e sequência em que seus personagens derrotaram o último gigante filisteu

  • Entrevistas | Gabriel Alberto, do site oficial

Guilherme Franco e Igor de Lima celebram amizade

Guilherme Franco e Igor de Lima celebram amizade

Reprodução/Record TV

Jônatas (Igor de Lima) e El-Hanã (Guilherme Franco) são grandes amigos no exército israelita em Reis — A Consequência. A parceria dos guerreiros foi determinante para o êxito de uma grande missão na série: colocar um ponto final nas aventuras dos gigantes filisteus.

Com a ajuda do amigo, Jônatas foi o responsável por derrotar o inimigo. Depois, na batalha do Bosque de Efraim, os dois também lutam lado a lado por Davi.

Em entrevista ao site oficial, Igor deu detalhes sobre o bom relacionamento dos personagens: “A relação que os dois têm é de irmandade. E o Jônatas é mais explosivo, enquanto o El-Hanã está sempre tomando conta dele”.

Guilherme relembrou o momento-chave na trajetória dos guerreiros na série: “É uma interação interessante, porque o Jônatas está sob a responsabilidade do El-Hanã. É preciso que ele faça o serviço dele, mas, ao mesmo tempo, que esteja atento para protegê-lo caso a situação piore”.

Relembre:

O intérprete de Jônatas completou: “Temos essa amizade [no ar] e, na vida real, também é assim. Nos conhecemos, criamos essa parceria aqui e levamos muito isso para a cena”.

A conexão entre os dois, criada por meio do processo de preparação para os personagens, foi importante em meio a essas sequências difíceis, que exigem um preparo físico e emocional.

“A grande dificuldade e desafio é que tem muita coisa acontecendo ao nosso redor. É preciso estar concentrado e usar seu parceiro como aliado. Na cena final [da morte do gigante], que tinha uma carga dramática no encerramento da batalha, tive que contar muito com o Guilherme. Quando eu olhava no olho dele e via a alegria do personagem, conseguia esquecer o que estava acontecendo ao redor”, contou Igor.

Matar o gigante foi importante para Jônatas

Matar o gigante foi importante para Jônatas

Divulgação/Seriella Productions

Para ele, matar o gigante de seis dedos foi importante na trajetória de Jônatas, porque o filho de Shimêia (Bernardo Mesquita) buscava uma colocação melhor entre os Valentes de Davi e conseguiu esse reconhecimento ao derrotar o filisteu.

Já para Guilherme, El-Hanã também teve um momento de destaque ao vencer o gigante Golias (Felipe Costa), da família do famoso inimigo derrotado por Davi (Gabriel Vivan) nas temporadas anteriores da série.

Os dois atores já tinham noções de artes marciais, como muay thai e jiu-jítsu, mas garantem que os workshops de luta foram fundamentais na composição dos guerreiros.

“Tive diversas aulas. Eles ensinam desde o passo a passo básico da movimentação a coreografias que desenvolvemos com alguns outros personagens ao mesmo tempo, além dos treinos de montaria. Nos deixaram bem-preparados para, no dia da cena, só deixar acontecer”, contou Guilherme.

Igor também falou sobre como o treinamento faz diferença: “O que sempre ouvi nesse tipo de treino é que você repete o movimento diversas vezes para, na hora em que precisar executá-lo, vir de forma automática. O diretor pode pedir uma coisa nova, e temos que estar prontos para nos adequar àquela situação”.

Guilherme diz ter ser divertido ao gravar as batalhas

Guilherme diz ter ser divertido ao gravar as batalhas

Divulgação/Seriella Productions

Apesar de já fazerem atividades físicas, os atores intensificaram a rotina de malhação para melhorarem o condicionamento e não se cansarem tanto. Também foi preciso ajustar a alimentação para deixá-la mais adequada às necessidades das cenas intensas dos personagens.

De acordo com Guilherme e Igor, as gravações das batalhas foram divertidas e prazerosas, e os dois contaram que realizaram um sonho de criança ao interpretar El-Hanã e Jônatas.

“Você traz a sua essência de garoto para viver isso. Fico maravilhado diversas vezes por estar com esse figurino, com uma espada e um escudo na mão, lutando contra um gigante. As coreografias são espetaculares. Dá um prazer essa vivência lúdica. Esse trabalho na Record TV está sendo maravilhoso”, afirmou Guilherme.

E Igor concluiu: “Sempre foi um sonho fazer um personagem de guerra, porque sou fã ferrenho de obras como Troia, Coração Valente e Gladiador. É muito legal fazer esse papel, é uma realização profissional e pessoal”.

Acompanhe a trajetória dos Valentes em Reis — A Consequência, de segunda a sexta-feira, às 21h, na tela da Record TV. Assista também ao resumo da semana aos sábados, no mesmo horário, e acesse PlayPlus.com para rever todos os episódios.

Fãs repercutem morte de Absalão e elogiam trabalho de Ricky Tavares:

Últimas